ODS15.png

PROTEGER, RESTAURAR E PROMOVER O USO SUSTENTÁVEL DOS ECOSSISTEMAS TERRESTRES, GERIR DE FORMA SUSTENTÁVEL AS FLORESTAS, COMBATER A DESERTIFICAÇÃO, TRAVAR E REVERTER A DEGRADAÇÃO DOS SOLOS E TRAVAR A PERDA DE BIODIVERSIDADE

METAS GLOBAIS OBJETIVO 15 . aplicadas às nossas áreas de intervenção e dos nossos parceiros.

  • Até 2020, assegurar a conservação, recuperação e uso sustentável de ecossistemas terrestres e de água doce interior, e os seus serviços, em especial florestas, zonas húmidas, montanhas e terras áridas, em conformidade com as obrigações decorrentes dos acordos internacionais;

  • Até 2020, promover a implementação da gestão sustentável de todos os tipos de florestas, travar a deflorestação, restaurar florestas degradadas e aumentar substancialmente os esforços de florestação e reflorestação, ao nível global;

  • Até 2030, combater a desertificação, restaurar a terra e o solo degradados, incluindo terrenos afetados pela desertificação, secas e inundações, e lutar para alcançar um mundo neutro em termos de degradação do solo;

  • Até 2030, assegurar a conservação dos ecossistemas de montanha, incluindo a sua biodiversidade, para melhorar a sua capacidade de proporcionar benefícios que são essenciais para o desenvolvimento sustentável;

  • Tomar medidas urgentes e significativas para reduzir a degradação de habitats naturais, travar a perda de biodiversidade e, até 2030, proteger e evitar a extinção de espécies ameaçadas;

  • Garantir uma repartição justa e equitativa dos benefícios derivados da utilização dos recursos genéticos e promover o acesso adequado aos recursos genéticos;

  • Tomar medidas urgentes para acabar com a caça ilegal e o tráfico de espécies da flora e fauna protegidas, e agir no que respeita tanto à procura quanto à oferta de produtos ilegais da vida selvagem;

  • Até 2020, implementar medidas para evitar a introdução e reduzir significativamente o impacto de espécies exóticas invasoras nos ecossistemas terrestres e aquáticos, e controlar ou erradicar as espécies prioritárias;

  • Até 2020, integrar os valores dos ecossistemas e da biodiversidade no planeamento nacional e local, nos processos de desenvolvimento, nas estratégias de redução da pobreza e nos sistemas de contabilidade;

  • Mobilizar e aumentar significativamente, a partir de todas as fontes, os recursos financeiros para a conservação e o uso sustentável da biodiversidade e dos ecossistemas;

  • Mobilizar recursos significativos, a partir de todas as fontes, e a todos os níveis, para financiar a gestão florestal sustentável e proporcionar incentivos adequados aos países em desenvolvimento para promover a gestão florestal sustentável, inclusive para a conservação e o reflorestamento;

  • Reforçar o apoio global para os esforços de combate à caça ilegal e ao tráfico de espécies protegidas, inclusive através do aumento da capacidade das comunidades locais para encontrar outras oportunidades de subsistência sustentável.

BOAS PRÁTICAS AFLOSOR

  • Asseguramos a conservação, recuperação e uso sustentável dos ecossistemas terrestres e aquáticos da região, através da certificação pelo grupo AFLOCERT (FSC) e pelo grupo ACFALT (PEFC).

  • Promovemos a gestão sustentável das florestas quer através destes referenciais de certificação, quer através da informação constante sobre legislação decorrente do sector, nomeadamente através dos RJAAR’s (Regime Jurídico aplicável às Ações de Arborização e Rearborização), para as florestações e reflorestações das diversas espécies florestais.

  • Através do nosso serviço de recolha de amostras e análises químicas do solo e fertilidade do solo, emitimos pareceres e recomendações para uma adequada fertilização dos solos, promovendo a restauração do seu potencial produtivo.

  • A informação disponibilizada aos seus associados e dos projetos de investigação em que participa, difunde o conhecimento sobre a conservação de habitats naturais e biodiversidade dos montados.

  • Elaboramos projetos ao abrigo dos diversos programas de política agrícola, promove o controlo de invasoras nos ecossistemas existentes, mas também promovemos os valores dos ecossistemas e da biodiversidade no planeamento ao nível da exploração e por vezes ao nível local ou regional.

  • Elaboramos candidaturas ao abrigo dos programas da política agrícola estimulando significativamente os recursos financeiros para a conservação, beneficiação dos montados, mas também para a biodiversidade dos ecossistemas, a florestação e reflorestação e para a gestão agroflorestal sustentável.