ODS9.png

CONSTRUIR INFRAESTRUTURAS RESILIENTES, PROMOVER A INDUSTRIALIZAÇÃO INCLUSIVA E SUSTENTÁVEL E FOMENTAR A INOVAÇÃO

METAS GLOBAIS OBJETIVO 9 . aplicadas às nossas áreas de intervenção e dos nossos parceiros.

  • Até 2030, modernizar as infraestrutura e reabilitar as indústrias para torná-las sustentáveis, com maior eficiência no uso de recursos e maior adoção de tecnologias e processos industriais limpos e ambientalmente corretos; com todos os países atuando de acordo com as suas respectivas capacidades;

  • Fortalecer a investigação científica, melhorar as capacidades tecnológicas de setores industriais em todos os países, particularmente os países em desenvolvimento, inclusive, até 2030, incentivar a inovação e aumentar substancialmente o número de trabalhadores na área de investigação e desenvolvimento por milhão de pessoas e a despesa pública e privada em investigação e desenvolvimento;

  • Apoiar o desenvolvimento tecnológico, a investigação e a inovação nacionais nos países em desenvolvimento, inclusive garantindo um ambiente político propício para, entre outras coisas, a diversificação industrial e a agregação de valor às matérias-primas.

BOAS PRÁTICAS AFLOSOR

  • Participamos constantemente em projetos de investigação e conhecimento. Além de sermos líderes de um grupo operacional para o estudo do Plátipo na região do Sor (PLATISOR), envolvemo-nos como parceiro em outros projetos de investigação, nomeadamente sobre o estudo da regeneração natural em montados de sobro e azinho (OakRegeneration).

  • Como entidade associada da UNAC (União da Floresta Mediterrânica), envolvemo-nos em projetos promovidos por esta, são eles: NUTRISUBER (nutrição e fertilização do montado de sobro); FERTIPINEA (nutrição e fertilização do pinheiro manso em sequeiro e regadio), +PINHÃO (gestão integrada de agentes bióticos associados à perda de produção do pinhão), UNDERCORK (gestão integrada da cobrilha da cortiça).

  • Envolvemo-nos ainda em outros projetos de investigação e inovação tecnológica referente aos montados de sobro como por exemplo, o projeto InovPlantProtect, que tem por objetivo chegar a ferramentas de deteção precoce de pragas florestais, nomeadamente a deteção precoce de ataques com Phytophthora cinnamomi.

  • Colabora em todos estes projetos, com o objetivo de promover o desenvolvimento tecnológico, a investigação do sector agroflorestal e a inovação quer em métodos quer em produtos.